segunda-feira, 26 de junho de 2017

Amor x Tesão

Bom dia meus queridos leitores, é sempre um prazer imenso saber que este blog é útil para tantas pessoas que vivenciam o adultério, independente de qual é o seu papel nisso. Continuo recebendo inúmeros emails, talvez eu demore um pouco para responder porque o tempo é curto, mas nunca deixo de responder ok?

Quero refletir com vocês hoje a respeito de um dos motivos que fazem uma pessoa trair, e acredito que um deles, seja essa guerra do amor contra o tesão. Vamos deixar a hipocrisia de lado e reconhecer que somos humanos, falhos, e muitos não sabem lidar com a monogomia.

Depois de um certo tempo de relacionamento, a chama da paixão vai apagando, aquela pessoa não é mais novidade, você sabe de có cada centímetro do corpo dela, os beijos já são automáticos e a saudade de sentir borboletas no estômago de novo vem à tona. Já fizeram todas as posições do kama sutra, já usaram todos os brinquedos possíveis e imagináveis do sex shop... e agora? Não tem mais imaginação que consiga colocar uma novidade aí, no meio desse relacionamento de 7 anos.

Aí sua mente apela pra terceiros... É aquela colega de trabalho gostosa pra caramba, é o seu vizinho saradão... E você fantasia, viaja.. Até que, os mais fracos, acabam praticando o adultério, não só na mente, mas fisicamente também. E agora? Eu amo meu (a) parceiro (a), mas tenho necessidade sexual de experimentar o novo. Não quero acabar com meu casamento porque amo meu esposo(a), mas não consigo controlar meu tesão em me envolver com novas pessoas, em sentir a adrenalina do proibido.

Adultério é coisa de gente fraca, não digo isso na intenção de ofender ou julgar, mas por ser a realidade. Todo mundo passa por altos e baixos no relacionamento, todo mundo já sentiu atração por terceiros, a diferença está entre consumar e não consumar. É aí que entra o autocontrole, conhece ele?

É aquele mesmo autocontrole que te impede de matar alguém em um momento de fúria e discussão, é aquele autocontrole que te impede de gastar além do seu salário... Você pode usar esse mesmo autocontrole pra não magoar a pessoa que você ama, pra não perdê-la por minutos de prazer que só te trarão ressaca moral.

Mas, se você desconhece esse autocontrole e já fez cagada, estou aqui para te ajudar de alguma forma. Envie-me um email, te garanto sigilo, dicas, conselhos e palavras duramente sinceras que seus amigos próximos não tem coragem de dizer Haha blogdasamantes@gmail.com

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Fazer terapia ajuda?

Boa noite a todos!

Bom, como já falei anteriormente, tive a ideia de fazer esse blog quando estava sofrendo com minha situação amorosa e não tinha nada nem ninguém para me ouvir. Então pensei que deveria ter mulheres na mesma situação que eu, que precisasse de alguém para ouvi-las sem julgar, que dessem uma opinião sincera sobre sua história, aí criei o blog para ajudarmos umas as outras.

Na época não tinha condições de pagar um psicólogo, mas e quem tem condições? É aconselhável fazer uma terapia? Te respondo que SIIIIIIIIM! 

Depois de alguns anos fiz terapia, mas por motivos completamente diferentes que não tem relevância aqui pro blog. Gente, terapia é muito bom e eu recomendo a todo mundo, independente do seu tipo de problema. Não digo que cura, não é mágica, obviamente, mas te alivia, te deixa mais leve. Afinal, o que você jamais teria coragem de contar à alguém, você tem coragem de contar a um psicólogo.

No meu caso foi uma psicóloga, era muito bom, a gente conversava sobre tudo e eu saía de lá me sentindo mais bem humorada. Esse profissional vai fazer justamente o que já faço aqui, com quem me envia email: Leio, analiso a situação e te dou saídas para seu problema, sugestões, conselhos, é isso que um psicólogo vai fazer. Claro que, um psicólogo é um profissional, estudou comportamentos, estou longe de ser uma. Mas, no quesito conselhos, estou aqui.

Se você não tem condições de pagar uma terapia e não tem com quem desabafar, estarei esperando seu email no blogdasamantes@gmail.com, será um prazer te ajudar, nem que seja só com palavras. Quero deixar claro que jamais divulgarei dados e informações dos emails recebidos, estou aqui para te ajudar!

Desejo sorte e muito amor a todos.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Meu Amante quer "Fidelidade" (exclusividade)

Esse post hoje é voltado para as mulheres que tiveram a pior decisão de suas vidas, a de aceitar ser amante. Por experiência própria, ser amante não é nada agradável e pior ainda quando se está envolvida emocionalmente, é muito doloroso.

Tem homens que se aproveitam dessa fragilidade, sabe o quanto a amante está envolvida e começam a fazer o que querem com elas. Pra começar, só o fato da mulher aceitar em ser a outra, já demonstra certa dependência emocional por esse homem. Ser amante é humilhante, é sofrido.

Além das falsas promessas e declarações de amor eterno, alguns homens casados exigem exclusividade de suas amantes e algumas aceitam, olha até onde essa falta de amor próprio leva. Como você, mulher, aceita ser fiel a um homem que tem outra oficialmente e algumas outras que você nem deve saber? ACOOOORDA, você deveria fazer justamente ao contrário. Agora é que você deveria estar conhecendo lugares novos, gente nova, justamente pra conseguir sair dessa situação.

Você não vai deixar de amar alguém da noite pro dia, mas você pode ter atitudes que te ajudem a esquecê-lo naturalmente. Ou você pretende ficar trancafiada em casa, esperando o dia que ele resolver te ligar, o dia que ele vai estar a fim de te ver, o dia que ele vai querer transar com você? É, porque vida de amante é assim, é o dia que ELE QUER.

Enquanto você está aí esperando o canalha, ele está em casa fazendo amor com a mulher dele, está transando com outras na rua e você bobinha, prometendo exclusividade pra esse homem. Se dê valor, pelo menos agora.

Olha na cara do sujeito e diz que você não é propriedade dele, que você resolveu tentar ser feliz e que vai sim, um dia, encontrar alguém que te dê o valor que ele nunca deu. E que quando ele menos esperar, você não estará mais lá.

Mande-me um email para blogdasamantes@gmail.com. Prometo te aconselhar da forma mais sincera possível! Um bj de uma EX- Amante ;)

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Tesão Enlouquecedor

Talvez você já tenha sentido um tesão enlouquecedor por alguém, pelo menos uma vez na vida. Aquele tesão que te faz passar mal, suar... Seu coração acelera, você fica ofegante... Tudo que você quer naquele momento, é transar com aquela pessoa.

Você se masturba, faz sexo com outras pessoas, mas nada te satisfaz, só aquela pessoa te serve. É como se fosse um surto psicológico sexual, você tem necessidade de falar, ver, ouvir, chamar atenção dessa pessoa, qualquer forma mínima de contato seria suficiente para te acalmar pelo menos por uns segundos...

E quando esse tesão acontece quando você já está em um relacionamento com alguém? Ou, quando a pessoa alvo de sua tormenta sexual também está em um relacionamento? O que fazer? Desesperador, né?

Acredito que muitas traições impensadas surgem daí, desse tesão avassalador e TEMPORÁRIO. Isso mesmo, temporário. O que as pessoas que se rendem a infidelidade por esse motivo não sabem, é que esse tesão todo vai passar. Você transando com a pessoa ou não, um dia ele vai passar.

E quando ele passar, você vai perceber que jogou toda uma vida ou um relacionamento maravilhoso que tinha, na lixeira. Esse tesão vem, passa como um furacão e deixa o rastro de destruição caso você ceda.

Muitas pessoas estão em relacionamentos felizes, amam seus(as) parceiros(as), nunca pensaram em trair, mas caem nessa armadilha do tesão enlouquecedor temporário, não se controlam e acabam cometendo algo que se arrependerão amargamente depois que tudo isso acabar.

E é sério, esse tesão vai acabar. Então, respira, toma um banho gelado e espera, espera, vai passar!

Dicas pessoais? Mande-me um email blogdasamantes@gmail.com

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Sou Amante e me apaixonei, e agora?

... E agora meu bem, que você se f****! kkkkk (brincadeiras a parte).

Então mulheres, sofredoras, como eu já fui. Muitas mulheres tem a ilusão de que vão ficar com um homem casado apenas por curtição e não vão se envolver emocionalmente, ledo engano. Isso não acontece apenas com as amantes, mas também com as mulheres casadas que tem um amante para sair da rotina e acabam se apaixonando.

Mulher é um bicho muito emocional, claro que não estou generalizando, mas a grande maioria é. Basta ser bem tratada, ter um sexo gostoso, suprir a carência, ouvir o que quer e pronto... está apaixonada. Se você está em um caso extraconjugal e já percebeu que está apaixonada, já te alerto que você tem sérios problemas a vista. Uma mulher apaixonada é capaz de loucuras e não se esqueça, que provavelmente, a mulher dele também deve ser apaixonada viu?

Por mais que esse post esteja cheio de sarcasmos, já passei por isso e sei bem o que você está sofrendo. Muitas pessoas te julgam, falam que você não tem amor próprio para se sujeitar a isso ou que você é uma biscate destruidora de lares, mas ninguém entende o que se passa no seu coração, só quem já passou por isso sabe.

Se você está precisando desabafar, te espero lá como sempre blogdasamantes@gmail.com.

Continuo recebendo e respondendo emails todos os dias, às vezes demoro um pouco pra responder por conta da demanda, mas estou sempre disposta a ajudar vocês, nem que seja com umas palavrinhas sinceras e um apoio emocional.

Sorte no amor a todas! <3

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Não escolhi ser Amante

Muitas mulheres escolhem ser amante, sim, muitas se envolvem já sabendo que o homem é casado e aceitam essa condição. Outras são enganadas, o homem se passa por solteiro, você se apaixona e já está enroscada na rede... tarde demais para tentar sair. E outras, são laçadas pelo destino nessa "trágica" armadilha como eu fui. Não escolhi ser amante!

Vou te contar parte da minha história. Sabe aquelas paixões de começo de juventude? Na casa dos 18 anos, onde sua sexualidade está bem aflorada? Então, tudo é muito intenso nessa fase. Foi justamente nessa época que conheci o 'fulano', estudávamos no ensino médio juntos e rolou uma paquera e começamos a ficar. Eu ía arranjar um nome fictício pra ele, pra ser usado aqui, mas não consegui achar um que fosse adequado, então fica como 'fulano' mesmo.

Me apaixonei por ele, fiquei obcecada, não sei explicar, mas foi um sentimento meio que irracional, ambos éramos solteiros na época. Fiquei tão "atordoada" que resolvi perder minha virgindade com ele. Depois de uns 10 meses apenas ficando, ele me pediu em namoro, mas nunca levou nossa relação a sério, tanto que ficamos  juntos apenas 4 meses mais ou menos e ele terminou sem dar muitas explicações. Não era um namoro de verdade, não houve uma convivência com os familiares e a gente não se via com muita frequência, não mudou muita coisa da época que estávamos apenas ficando.

Mas, meu sentimento não morria, então continuamos ficando mesmo após o término. Um dia ele começou a namorar, mesmo assim, continuamos nos vendo. Eu não tinha forças para simplesmente parar de vê-lo, era uma obsessão louca. Ele mentia pra mim dizendo que esse namoro não era sério, que ele não gostava dela, então pensei que realmente não iria adiante.

Com 4 meses de namoro, a namorada dele engravidou e em 6 meses eles se casaram. Tanto ele, quanto eu, tentamos nos afastar, mas nem ele e nem eu conseguíamos. Era algo mais forte que a gente. Pra mim, era um sentimento que eu não conseguia dominar. Para ele, devia ser só por safadeza mesmo. Ele tentava ser fiel, mas a falha no caráter dele não deixava (ironia).

Às vezes ele tentava se afastar, ficava uns 2/3 meses sem me ver e me procurava novamente. Mesma coisa eu, ficava uns meses sem falar com ele, mas a saudade era tão grande que eu me rendia novamente. Ficamos mais ou menos 3 anos assim, até que eu me apaixonei por outra pessoa e nosso caso acabou definitivamente. Tentei diversas vezes me livrar dessa situação, não planejei ser amante dele, as coisas simplesmente foram acontecendo e eu perdi o controle. 

Agora, meu conselho pra você, que está pensando se deve ou não ficar com aquele cara casado irresistível... é CAI FORA! Não pense que você vai curtir e parar quando quiser, a maioria das mulheres se apaixonam e perdem o controle da situação.

Hoje, eu jamais me envolveria com um cara casado novamente, JAMAIS! Errar 1x é humano, mas a 2ª já é questão de escolha em permanecer no sofrimento. Não cometam esse erro mulheres, se valorizem, com certeza algo muito melhor chegará até você, e o melhor, será só seu!

Caso você já esteja com a corda no pescoço, estou aqui para ler seus desabafos no email blogdasamantes@gmail.com. Estarei sempre aqui, servindo pelo menos como um apoio emocional.

Sorte pra todas nós no amor 


quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Me Arrependi de ter sido Amante

Tem gente que se dá bem nesse papel né? Consegue casar com o marido da fulana e viver felizes para sempre, construindo sua própria família, mas comigo não foi assim.

Meu caso "não deu certo" e que bom que não deu certo, se posso dizer assim. Para quem ainda não conhece minha história, fui eu quem deu fim no drama mexicano, depois de passar 3 anos sendo babaca. Enfim, depois conto minha história tim tim por tim tim.

Hoje quero expor meu arrependimento em ter sido amante e acredite, não é pelo fato de não ter dado certo. Me arrependo porque é uma fase da sua vida que você vai se lembrar pra sempre, e de forma negativa, tanto por você, e muito mais pela sociedade.

Toda vez que comentarem algo do tipo perto de você, irá se lembrar que um dia já participou de uma cena de adultério. Que um dia você já foi a dor de cabeça de uma esposa, que um dia magoou os filhos de alguém, que fez uma família chorar... que já foi o brinquedo nas mãos de um cafajeste.

Ah, mas meu lance deu certo, ele casou comigo. Ok! Mas sempre te verão como a mulher que destruiu um lar, se ele tiver filhos desse antigo relacionamento então, se prepare.

Claro que isso é bastante relativo, tem amantes que não se importam com esses julgamentos e vivem muito bem. Estou falando aqui do meu arrependimento, do modo como enxergo as coisas hoje sobre esse assunto. É uma opinião pessoal e sincera que carrego.

Hoje, jamais seria amante novamente. Sei o quanto esse papel pesa, e sei o sofrimento que ele causa. Não só em nós amantes, mas em todos os envolvidos.

Sinceramente? Não valeu a pena e nunca valeria.